DOE AMOR E TRANSFORME-SE

por

 

Sobre minha relação com a doação de cabelos e mudança de visual

O ano era 2009 e como de costume, aos domingos minhas amigas e eu tomávamos sorvete, era aquela euforia! Curtíamos a sensação do açúcar entrando nas veias. Basicamente falávamos todas ao mesmo tempo, ok, éramos em 8 meninas falando ao mesmo tempo! (loucura). Eis que nessa alegria uma amiga passou e viu algo estranho na minha cabeça. “Amiga, você raspou a cabeça?”, todas pararam de rir por um instante e eu falei “Tá louca?”, então pedi para que tirasse uma foto. Sim, estava um buraco! No primeiro momento pensei “Estão me sacaneando, colaram chiclete e cortaram meu cabelo”. Eu não queria acreditar que estava ficando “careca?”, como assim? Eu adorava meus cabelos grandes. 

 

Fiquei preocupada e resolvi terminar o “happy hour”. Desse dia em diante a coisa só piorou, as falhas aumentavam e já somavam 3 focos. Fiz uma bateria de exames, todos os tipos e para todas as suspeitas. Eu não entendia e a tensão crescia. Até que fui a um dermatologista que de cara me perguntou: “Você sofre de ansiedade e estresse?” Eu sempre fui ligada no 220, mas não me considerava estressada, talvez só ansiosa. Pois bem, eu sofria de estresse agudo. Aos 21 anos eu já precisava desacelerar. Minha autoestima (que já era baixa) caiu ao extremo. Cortei um pouco os cabelos para que pudesse ser mais fácil a aplicação dos remédios e shampoos especiais.

Foi um ano de um único penteado: Rabo de cavalo. E eu já estava estressada (e isso era ruim). Eu não quis entrar para as tarjas pretas, então comecei a escrever sobre meus sentimentos, comecei a pesquisar sobre… Tudo! No outro ano fui embora de Nova Londrina. Me mudei para Cascavel e lá conheci o hospital do câncer. Assisti a uma reportagem sobre doação de cabelos, achei aquilo o máximo. E fiz uma promessa de que, quando meus cabelos crescessem bastante eu doaria também – arrependimento por nunca ter pensando nisso antes.

E os fios cresceram. Demorou, mas cresceram e em 2015 realizei a primeira doação (em Cascavel)

E desde então não tive mais problemas com a queda de cabelos. Agora voltei a doar e a me doar mais um pouco. Resolvi mudar e foi tão bom! Dia 02 de outubro, em Umuarama (PR) eu entreguei minhas madeixas.

Ganhei um dia de TRANSFORMAÇÃO na Revitalyze Clinica IntegradaCorte, coloração por Jacqueline Silveira e uma maquiagem de tirar o fôlego por Cris Zamberlan. Saí de lá com a autoestima renovada, com menos cabelos e com o coração transbordando amor.

Acompanhem minha mudança:

1- Preparação para maquiagem

Começamos pela pele (a cara pálida é base haha)

 

Depois, os cabelos

3- Preparação da cor

E pronto! Jacqueline arrasou no corte e na cor

 

ANTES

...

 

E essa make+Cabelos?

 

Doar é uma sensação extraordinária. Seja doar sangue, medula, amor ou tempo; Doar é amar.

Na entrega das madeixas no hospital do câncer em Umuarama

 

Procedimentos realizados na REVITALYZE:

  • Estética Facial e Corporal
  • Manicure e Pedicure
  • Depilação
  • Escova progressiva
  • Selamento
  • Mega hair
  • Mechas (ombre hair e californiana)
  • Cauterização
  • Corte, Escova e Hidratação
  • Penteado e Maquiagem

REVITALYZE

  

Para saber ainda mais acesse a fanpage https://www.facebook.com/Revitalyze-Clinica-Integrada-1342130015930863/ e descubra um novo mundo você também.

Visite também a fanpage da UOPECCAN https://www.facebook.com/uopeccan/ e ajude a transformar vidas.

 

 

Compartilhe esse artigo