HOLAMBRA: CIDADE DAS FLORES

por

ACOMPANHE COMO FOI ESSA INCRÍVEL VIAGEM COM MINHA MÃE. 

Viajar é arrumar a bagunça da alma, é conhecer a si com olhos de expectativa!

Minha mãe é louca por flores e plantas (todos sabem) e pensando nisso esse ano escolhi presentear dona Cida com uma viagem, mas não qualquer viagem! Viajamos por 16 horas, cerca de 750 km para conhecer a maior exposição de flores da América Latina EXPOFLORA, que fica na cidade das flores HOLAMBRA!  

foto: divulgação/internet

O nome Holambra veio da junção das iniciais de HOLanda, AMérica e BRAsil. Holambra é considerada também a cidade mais Holandesa do Brasil.

Mas antes de falar de Holambra vamos para OUTRA cidade encantadora que conhecemos: JAGUARIÚNA, SP. Nossa hospedagem ficou por conta do VILA BUENO RESIDENCE. Um lugar absurdamente lindo e confortável. Capaz de aconchegar não só o corpo, mas também o coração da gente.

O anfitrião, Felipe Moraes Ziggiatti nos fez uma recepção digna de maestria - o que nos deixou ainda mais animadas para conhecer a pousada e a cidade. Nos chamou muito a atenção a conservação e organização de tudo. Detalhes ricos e preservados, cada canto havia algo novo a ser descoberto e isso nos entusiasmava ainda mais!

Um dos salões do casarão/área restrita

No século 19 o povoamento da Vila Bueno se consolidava e gerava condições para que a Vila fosse elevada a distrito de Jaguary, o homem que arquitetou o nascimento desta nova cidade paulista, coronel Amâncio Bueno, imprimia ações para urbanizar o novo núcleo. Foi assim, pela necessidade de ter uma casa no Centro da Vila, que servisse de moradia e também facilitasse a sua atuação política em prol de moradia e também facilitasse a sua atuação, que o coronel mandou construir uma ampla casa. ver mais

pedaço da construção original

Após conhecer bem nossa pousada fomos nos aprontar para conhecer pontos turísticos da cidade e engana-se (assim como eu) pensou que dona Cida estaria cansada após 16 horas viajando! Ela estava lá, prontinha pra explorar Jaguariúna! Disposição sobrando viu?!

Primeiro conhecemos a estação do trem

Aproveitamos para comer um MEGA PASTEL da feirinha ao lado.

Um super pastel delicioso! E por mais que  na fota pareça estar bem gorduroso não estava! Pagamos apenas R$6,00 por ele.

Pastel de feira combina com... Opa, caldo de cana, claro! 

Ps: O tal do “chorinho” nessa barraca é quase outro copo viu?! Coisa linda pra quem ama uma boa “garapa” e de uma boa fartura haha. 

A barraca é muito organizada e limpa

Dona Cida e eu não resistimos e já garantimos um docinho após o almoço. Morangos docinhos cobertos com muuuito chocolate diretamente lá da barraca do BATATA!

Achamos o preço super justo: R$5,00

O ambiente, a música, as pessoas e, claro, os vagões maravilhosos da Maria Fumaça nos convocaram para conhecer de perto essa maravilha, então sim, nós fomos fazer o passeio de trem.

Para quem está hospedado na cidade o valor é diferencial. Pagamos R$50,00 (cada) pelo passeio de mais ou menos 1h45min.

Um dos voluntários da estação vai contando as histórias e curiosidades sobre a cidade e o trem.

No passeio um grupo de veteranos mais que talentosos esbanjam simpatia e animam os vagões com suas belas músicas.

Voltamos para a pousada com espírito desbravador, mas com aquela vontade imensa de ficar deitada (confessamos). Olha só a folga!

Mãmis relaxando e preparando o corpo e a mente para o dia seguinte

No outro dia, bem cedinho, chamamos um carro para irmos até a cidade de Holambra (cerca de 13 km de Jaguariúna). Pela corrida nós pagamos R$28,00. Lembrando que tem a possibilidade de ir com ônibus (circular). Nós optamos pelo Uber pela flexibilidade dos horários.

Nossa chegada em Holambra foi incrível! Eita lugarzinho encantador! Cena de novela, filme, ficção mesmo! Que lugar mais lindo! É de encher os olhos (de expectativa e de lágrimas de emoção).

Moinho Povos Unidos

Para agilizar e garantir bons preços na feira, fizemos a compra antecipada. Pagamos R$ 18,00 por cada convite – no dia estava cerca de R$ 40,00 então a dica é: COMPRAR SEMPRE COM ANTECEDÊNCIA! Mas, por descuido meu não comprei antecipadamente o pacote dos passeios turísticos e tivemos que comprar na hora. Compramos o passeio para conhecer a fazenda de flores.

No trajeto da feira até a Fazenda vamos conhecendo os pontos turísticos da cidade. (O ônibus é super confortável e com ar-condicionado que nos deixou muito feliz haha)

Há incentivo fiscal para quem construir seguindo padrões arquitetônicos da Holanda. Quando olhamos para as construções parece que o tempo parou, mas há muita modernidade presente - que se funde - e tudo vira encanto.

Pelo passeio pagamos R$25,00 cada. Confira algumas fotos na fazenda:

Agora vamos falar de fato sobre a EXPOFLORA. Não conseguimos registrar muita coisa - já que aproveitamos muito para curtir cada momento - mas garantimos bons cliques e ótimas recordações.

Mais alguém viu o fusca da skol? Haha

Paradinha para saborear uma delícia Holandesa super tradicional: Stroopwafel, um biscoito super saboroso. Pagamos R$2,00 em cada um (dá vontade de comer uns 10). Pra quem quer levar pra casa também há opções de comprar o pacotinho. Recomendo andar pela feira e pesquisar preços (são diferentes).

Agora se teu paladar é eclético recomendo andar pelas lojas da expoflora. Olha só o doce que encontramos - esse nós não provamos, mas na edição de 2019 tomaremos coragem!

O espaço para compra das flores é gigantesco. Ficamos tão perdidas nas cores e cheiros que esquecemos de comprar algumas. Os preços são bem justos e nós queríamos todas! Alguém discorda?

Ficamos fascinadas por essa raridade aqui:

Uma das atrações é a exposição de ambientes. Inspirador! Confira alguns desses espaços:

Durante todo evento há apresentações em lugares estratégicos.

Um dos momentos mais aguardados da Expo é a CHUVA DE PÉTALAS! Uma tradição da expoflora.

Uma multidão com um só propósito: PEGAR UMA PÉTALA NO AR.

Pela tradição a pessoa que conseguir pegar uma pétala no ar poderá fazer um pedido. Veja o momento em que minha mãe comemora ter conseguido pegar duas!

Para finalizar tá ai uma BOA frase para nunca mais tirar da cabeça! Boa, mãe! 55 anos concluídos com sucesso! O mundo é seu!

Agradecimento especial: Márcia França! Márcia e seu filho Miguel nos socorreram após perdermos o último horário de ônibus para retornar a Jaguariúna (sim, nós conseguimos fazer isso haha) eis que essa boa alma - arquitetada pela vendedora de sorvetes de rosas - nos levou até a pousada, saiu da rota, nos acolheu e fez morada nos nossos corações. Solidariedade não é raridade por aquelas bandas não, viu! Povo muito acolhedor e receptivo. Ano que vem estaremos lá novamente. Quem vem com a gente?

Compartilhe esse artigo