Correr pode salvar vidas

por

A história de Maria Lúcia, uma ex-obesa que hoje é atleta

Lúcia é uma daquelas personagens que a gente ama saber sobre, sabe? Uma mulher guerreira, forte e que não desiste dos objetivos. Maria Lúcia Pereira Marinho, 53 anos, casada, mãe de dois filhos e avó. Reside em Marilena, Pr, mas o coração pertence também a Nova Londrina. Para que possamos entender um pouco mais sobre o universo de Lúcia, vamos voltar um pouco. A atleta lembra dos tempos difíceis de roça, quando ajudava seus pais na infância. “Não tinha esse negócio de ser criança, sabe? A gente precisava ajudar, precisava trabalhar no pesado também, na verdade eu fui criada na roça, cresci, me casei, mas continuei trabalhando até meu esposo e eu nos mudarmos para a cidade. Hoje ele é pescador.”

Lúcia trabalha como diarista para complementar a renda familiar e pagar os custos das corridas que participa.

O COMEÇO

Há 8 anos, Lúcia era obesa, com colesterol altíssimo e saúde comprometida.

“Eu vivia mais no hospital que em casa, tinha dias em que eu achava que ia enfartar, sentia dores pelo corpo todo, era terrível.” Em um dessas visitas ao hospital, Lúcia ouviu o conselho de uma médica “Faça exercícios” e foi então que ela começou.

“Não foi fácil começar, tentei caminhar, mas nem isso eu conseguia, mas eu me desafiei, comecei a correr, cada dia um pouquinho mais, mudei meus hábitos alimentares e fui pegando gosto pela corrida, antes eu corria por necessidade, hoje é por amor. Correr faz parte da minha vida, me trouxe a alegria de viver, autoestima e muita força.”

Ao todo foram 29 quilos perdidos, autoestima de volta e saúde restaurada.

ROTINA

Lúcia concilia trabalho, casa, corridas e treinos, muitos treinos. Além de treinar nas ruas ela também conta com apoio da academia Body X, fazendo o fortalecimento muscular e ganhando resistência:

Professor Michael Santos

Além do exercícios na academia, a atleta também faz pilates e outros exercícios físicos.

SÃO SILVESTRE

A atleta participou de duas edições da corrida São Silvestre. Em 2015 e 2016 e está se preparando pra sua terceira corrida. Ela embarca no dia 29 de dezembro. A corrida acontece no dia 31 em São Paulo.

 

APOIOS E PATROCÍNIOS

Quem depende de patrocinadores sabe o quanto é difícil encontrar pessoas que apoiem e ajudem, mas alguns empresários e comerciantes de Nova Londrina e Marilena estão colaborando com a atleta, mas ela ressalta a importância do apoio de cada um “Sozinha eu não consigo nada, aliás, ninguém consegue, né? As corridas demandam mais que tempo, dinheiro também, e sem patrocínio eu não consigo. Para que eu continue buscando meus objetivos e sonhando, mas eu preciso da colaboração de todos. Sou grata por cada um que me ajudou e ajuda, acredito que vou conseguir, as pessoas estão acreditando em mim e eu acredito nelas também, é um ciclo”.

Bandeira de Nova Londrina,Pr.

Bandeira de Marilena,Pr

Lúcia já teve que abrir mão de muita coisa pra poder correr. “A gente tem que fazer escolhas, né? Priorizar o que é importante, tem vezes que é mais que necessário, é a única saída. Um atleta precisa de muita coisa pra estar bem no dia da corrida, alimentação balanceada, hidratação correta e descanso, mas nem sempre eu consigo e isso acaba prejudicando na hora das competições, por isso é tão importante os apoios que recebo”. – conta Lúcia.

 

SEJA UM APOIADOR

Apoie o esporte, apoie as pessoas da nossa região! Para entrar em contato com Lúcia você pode ligar no (44) 9 8823 55 13 ou pelo facebook:  https://www.facebook.com/Lucia-Marinho

Compartilhe esse artigo